STATEMENT

Existe uma tensão no primeiro instante quando a tinta toca a superfície ou quando um traço começa a percorrer o suporte. Nada é previsível. Ficamos reféns do acaso. Às vezes tomo caminhos incertos. Erros se transformam em acertos. Invento minhas próprias regras. Na arte não existem verdades absolutas. É um território livre.

O meu processo é muito intuitivo, exploratório. Adoro os desafios do imprevisível. Testo materiais e suportes o tempo todo. O desconhecido me atrai. É um campo de possibilidades. A cor tem uma presença muito forte no meu trabalho. Desde o preto mais profundo até os tons mais luminosos. E assim vou criando minhas imagens através de pequenos pontos brilhantes. Árvores, bosques e florestas vão surgindo. A linha também cumpre seu percurso formando desenhos.

Minhas referências vêm do mundo dos sonhos e das formas da natureza e de tudo o que é essência, o que é simples e por isso extremamente complexo e cheio de significados.

 

Liane Abdalla